FORMAS DE PREPARO DAS ERVAS MEDICINAIS

diversas formas de preparo das Plantas Medicinais, você sabe qual delas utilizar??




Os fitoterápicos além de serem usados na forma natural, podem ser matrizes para preparação de tinturas, xaropes, pomadas, óleos essenciais, cosméticos, entre outros.


A história da fitoterapia é tão antiga quanto a história da humanidade, sendo que ambas estão entrelaçadas tornando impossível separa-las. Não sabemos ao certo como o uso de plantas medicinais começou a acontecer, sendo que o registro mais antigo data de sessenta mil anos atrás, muito antes do desenvolvimento da escrita.


Todas essas formas caseiras de preparo, fizeram parte da farmacia caseira da nossa família, As plantas medicinais podem ser usadas também em forma de inalações, banhos, escalda-pes e gargarejos. Hoje vou falar para você dois dos métodos mais utilizados na preparação de chás.



CUIDADOS NO PREPARO DAS ERVAS :


Plantas frescas, por apresentarem maior quantidade de água, tem menor quantidade de ativos e maior quantidade de componentes tóxicos se comparadas as ervas secas. Se houver duvidas na hora da escolha de preferências pelas ervas desidratas.


Plantas secas, devem ser mantidas em embalagem original, a água utilizada deve ser de preferência filtrada ou mineral, também deve ser em conta a dosagem utilizada para cada pessoa.


MÉTODOS DE PREPARO : INFUSÃO E DECOCÇÃO:


Infusões: contato de plantas frescas ou secas, ou flores com água fervente. Deve-se deixar a água quase ferver, apagar o fogo, adicionar as ervas e deixar em torno de 10 minutos infundindo com um prato abafando o calor e aumentando a intensidade. Durante o tempo de descanso o chá deve permanecer tapado a fim de não perder os componentes mais voláteis das plantas.


Decoctos: resultado da extração dos princípios ativos de raízes, cascas e rizomas. Nesse caso, as partes utilizadas são mais rígidas, precisando de um tempo de fervura e ebulição do vegetal. Após a fervura, deve-se diminuir o fogo para fogo baixo e deixar fervendo por 10 minutos.


Em um caso onde será preparado um chá com uma erva rígida e outra frágil, deve-se ferver a planta rígida antes e depois de pronta, apagar o fogo e acrescentar a planta frágil. Caso seja utilizado o pó de alguma planta, não é necessário ferver, mesmo que seja o pó de uma parte rígida. Somente coloque em água quente ou no final da preparação. Exemplo: pó de canela é derivado da casca da canela, mas não é necessário ferve-lo pois ele esta em pó, e dessa forma sua superfície de contato é ampla, o que possibilita a extração dos componentes sem passar pela fervura.



"Quero compartilhar com vocês algumas indicações da Fitoterapia Chinesa: "


Inspire-se:

  • Afrodisíaco: Plantas que auxiliam são a canela, gengibre, cravo, inhame.

  • Anti inflamatório para dores: A cúrcuma (açafrão da terra) é a melhor opção, mas opte por comprar a raiz da cúrcuma inteira. Assim, utilize uma raiz do tamanho do polegar de sua mão para fazer um chá ou de preferência bater em água com alguma fruta de seu gosto e tome uma vez ao dia.

  • Antioxidante: O chá verde, cúrcuma, canela, própolis e a uva (com casca).

  • Cólicas uterinas e intestinais: A erva doce é a grande opção. A cúrcuma, manjericão, camomila.

  • Dor de garganta: Para inflamações de garganta é indicado o uso de orégano com própolis e hortelã.

  • Emagrecimento: Pode-se fazer um chá utilizando chá verde, gengibre, canela.

  • Gases: O orégano, a erva doce e o manjericão são as melhores opções.

  • Imunidade baixa: O própolis, o inhame, a cúrcuma são boas opções

  • Hipotireoidismo: As plantas que podem ser utilizadas são a canela, gengibre.

  • Náusea e vômito: O gengibre é a principal planta para parar a náusea e o vomito.

  • Tosse com secreção branca: O gengibre, a casca de mexerica são boas opções.


CRIE ESSE HABITO NA SUA ROTINA DIÁRIA, INCLUA AS ERVAS E GANHE SAÚDE E BEM-ESTAR!
CUIDE-SE!

GOSTOU DESSE ASSUNTO? COMPARTILHE COM QUEM AMA!!